0

Chefe da Federação Italiana alfineta Federer por ausência em Roma

13 abr 2017
22h48
atualizado às 22h48
  • separator
  • comentários

Apesar do ótimo início de temporada, com os títulos do Aberto da Austrália e dos Masters 1000 de Indian Wells e Miami, Roger Federer não terá um calendário completo. Aos 35 anos, o suíço revelou que prefere dar descanso ao seu corpo e, com isso, no saibro, apenas disputará o Aberto da França, abrindo mão de três Masters 1000, entre eles o de Roma.

Leia mais:

Federer vence Murray em partida beneficente disputada na Suíça

O presidente da Federação Italiana de Tênis, Angelo Binaghi, alfinetou a escolha de Federer, que tem quatro vice-campeonatos no saibro italiano, mas nunca foi campeão. Em 2006 e 2013, o suíço foi superado por Rafael Nadal nas finais; em 2003, por Felix Mantilla; e, em 2015, por Novak Djokovic.

"Vocês estão falando com alguém que sempre foi um grande fã do Rafael Nadal. Até porque Federer nunca ganhou aqui, então ele não deve ter boas lembranças de Roma, considerando que ele teve chances de vencer duas vezes", disse ao site Ubitennis.

Além disso, Binaghi destacou que o Masters 1000 de Roma não depende apenas de jogadores, e que o torneio, um dos mais importantes do circuito mundial, será um sucesso.

"Um evento como o Masters 1000 de Roma é mais forte do que ausências de grandes jogadores e campeões. Na verdade, neste ano, vamos bater todos os recordes de bilheteria", finalizou Binaghi.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade