PUBLICIDADE

Andy Murray supera Raonic e se sagra bicampeão em Wimbledon

10 jul 2016 13h03
| atualizado às 13h14
ver comentários
Publicidade
Foto: Getty Images

Andy Murray se sagrou bicampeão de Wimbledon neste domingo ao vencer Milos Raonic por 3 sets a 0, parciais de 6/4, 7/6 (3) e 7/6 (2), em partida que durou duas horas e 50 minutos na quadra central do All England Club. Em partida equilibrada, o atual número dois do mundo demonstrou consistência e tranquilidade nos tie-breaks para erguer o troféu do torneio mais tradicional do circuito.

Foto: Getty Images

Murray entrou em quadra em busca de seu segundo título de Wimbledon e no primeiro set demonstrou um jogo muito convincente diante de Milos Raonic, que também errava pouco e obrigava seu rival a jogar seu melhor tênis. Apesar do alto nível de ambos, Murray aproveitou o deslize do rival canadense no sétimo game para conquistar um importante breakpoint que acabou garantindo a vitória do escocês na primeira parcial.

Se Andy Murray foi cirúrgico e aproveitou a única oportunidade de quebra que teve durante o primeiro set, no segundo o atual número dois do mundo não repetiu a mesma eficiência e desperdiçou quatro breakpoints. Com isso, a definição da segunda parcial aconteceu apenas no tie-break, já que ambos os tenistas confirmaram seus serviços. No momento decisivo Murray voltou a aproveitar suas oportunidades e logo de cara abriu 3 a 0, garantindo confiança para apenas administrar a vantagem e fechar o segundo set por 7/6 (3).

Foto: EFE

A tônica do segundo set se manteve no terceiro e tanto Milos Raonic quanto Andy Murray continuavam mostrando muita regularidade para tentarem a vitória da parcial. Precisando se manter vivo na busca pelo seu primeiro título de Wimbledon, Raonic optou por variar o jogo e subir à rede, mas em muitas das oportunidades viu seu adversário levar a melhor. Mesmo assim, o canadense conseguiu confirmar todos os seus serviços e forçar mais um tie-break.

No tie-break falou mais alto a maior experiência de Andy Murray em grandes jogos e o escocês abriu 5 a 0 no período decisivo para jogar a responsabilidade em cima de Raonic, que estava cada vez mais distante do título. Muito abaixo em relação às parciais anteriores, o canadense não conseguiu reverter o quadro e acabou vendo Murray conquistar o bicampeonato em Wimbledon.

Foto: Getty Images
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade