2 eventos ao vivo

Osasco bate Pinheiros e é pentacampeão paulista no Golden Set

23 out 2016
14h41
  • separator
  • comentários

Derrotado na primeira partida da final do Campeonato Paulista feminino de vôlei pelo Pinheiros, o Osasco precisava vencer neste domingo, para forçar o Golden Set e enfim, buscar o título. Sabendo disso, a equipe comandada pelo técnico Luizomar de Moura não decepcionou. Com a força da torcida do Ginásio José Liberatti, o time venceu o jogo por 3 sets a 0 (25/19, 25/15 e 25/19). Na parcial final, mais uma vitória, 25/19.

Este é o 14º título paulista do Osasco, o quinto consecutivo desde 2012, quando a equipe da Grande São Paulo derrotou o Campinas. Em 2013 e 2015, a título foi conquistado sobre o Sesi. Já em 2014, o triunfo foi sobre o São Caetano.

"A gente sabia que seria um jogo difícil. Na primeira partida, tivemos 42 pontos em erros, é muito para uma equipe como a nossa. Sabíamos que era preciso errar menos, e isso foi o que aconteceu hoje. Além disso, jogar aqui é difícil mesmo, temos a nossa torcida que puxa muito, isso nos ajudou", afirmou a levantadora Dani Lins.

No primeiro set, a equipe foi puxada pela oposta Tandara, que bloqueou bem e contribuiu com seus poderosos ataques. A vantagem estabelecida pela equipe era pequena, sendo a mais expressiva aos quatro pontos, quando Bia marcou em china, deixando o placar em 8 a 4.

O Pinheiros seguia equilibrando as ações e na cola do placar. Porém, a partir do segundo tempo técnico da parcial, e da inversão 5-1 feita por Luizomar, o Osasco deslanchou, abrindo 19 a 14. As paulistanas chegaram a tirar três pontos de diferença, forçando o treinador a desfazer a mudança tática. No retorno de Dani Lins e Paula, a equipe fechou a conta em 25 a 19, após china de Saraelen.

No segundo set, a estratégia osasquense parecia a mesma do início da partida, conquistando pequenas vantagens para manter uma situação confortável de jogo. O Osasco chegou a abrir 10 a 6 no começo da parcial, mas a diferença grande não era ampliada, até o segundo tempo técnico.

Novamente com Bia, que chamava as jogadas pelo meio, a equipe conseguiu imprimir um melhor ritmo e consequentemente, mais vantagem. O ponto da vitória da parcial, entretanto, foi marcado pela sérvia Malesevic, medalhista de prata nas Olimpíadas do Rio, em um bom ataque na saída de rede, 25 a 15.

Mesmo perdendo os dois primeiros sets, o Pinheiros não demonstrava abatimento. O time da capital começou a terceira parcial pressionando as anfitriãs, abrindo 6 a 2. Luizomar pediu tempo, trocou Malesevic por Gabi, e a equipe passou a encaixar algumas jogadas, mas não conseguia tirar a diferença estabelecida pelas visitantes.

Com dois pontos de Tandara, ambos na entrada de rede, o Osasco empatou e finalmente foi à frente no placar, 14 a 13. O time da casa então passou a dominar as ações, levando o Pinheiros a pedir dois tempos em apenas três pontos disputados. O último ponto da parcial foi marcado justamente pela oposta campeã olímpica, na largadinha, fechando em 25 a 19.

Após vencer a partida, a final precisou ser decidida no Golden Set. Mais tranquilas, as meninas do Pinheiros começaram melhor, abrindo 4 a 1 no começo da decisão. Quebrando a boa sequência das visitantes, o treinador osasquense pediu seu primeiro tempo. A tática funcionou, e o Osasco empatou o placar em 4 a 4.

Assim como as duas primeiras parciais, a equipe anfitriã abriu poucos pontos de vantagem para administrá-la, apostando na manutenção da liderança. No segundo tempo técnico, o placar marcava 16 a 15 para as osasquenses. Na reta final, porém, o time sobrou em quadra, e com Gabi, fechou o jogo em 25 a 19, faturando o título.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade