0

Brasileiro Série A

Só Jesus salva! Garoto brilha de novo e põe Palmeiras no G-4

Leonardo Benassatto / Futura Press
30 ago 2015
18h00
atualizado às 18h58
  • separator
  • comentários

“Glória, glória, aleluia! Glória, glória, aleluia! Glória, glória, aleluia! É Gabriel Jesus!” Foi com esse canto que os quase 29 mil pagantes comemoraram no Palestra Itália, neste domingo, a vitória por 3 a 2 sobre o Joinville que recolocou o Palmeiras na zona de classificação para a Libertadores no Campeonato Brasileiro. Graças ao garoto de 18 anos, que decidiu de novo com dois gols.

O atacante já tinha dado show para classificar o time diante do Cruzeiro, na Copa do Brasil, e precisou de apenas 52 segundos para abrir o placar nesta tarde. Dudu fez o segundo, aos 23, e o jogo estava na mão do Verdão. Mas duas falhas defensivas entregaram dois gols a Marcelinho Paraíba, aos 26 e 27 do primeiro tempo.

Mais uma boa partida de Dudu: um gol e uma assistência
Mais uma boa partida de Dudu: um gol e uma assistência
Foto: Leonardo Benassatto / Futura Press

O salvador do Palmeiras, porém, seguia em campo. E Gabriel Jesus garantiu a vitória, balançando as redes aos 22 do segundo tempo. Cinco minutos depois, sentiu dores e saiu, mas sem causar preocupação. Graças a ele, o Verdão atingiu 34 pontos e, por ter saldo de gols superior ao do São Paulo, assume a quarta colocação, mantendo o Joinville em penúltimo lugar, com 19 pontos.

Na busca para se manter entre os primeiros colocados, o Palmeiras enfrenta o Goiás, às 22 horas (de Brasília) de quarta-feira, no Serra Dourada. O Joinville, brigando para não voltar à segunda divisão, recebe o São Paulo, às 19h30 de quarta-feira, em Santa Catarina.

Só dá ele! Gabriel Jesus já ganha canto especial da torcida do Palmeiras
Só dá ele! Gabriel Jesus já ganha canto especial da torcida do Palmeiras
Foto: Leonardo Benassatto / Futura Press

O Palmeiras seguiu tão à risca a ordem de Marcelo Oliveira para fazer gol cedo que, aos 53 segundos, Gabriel Jesus já comemorava a abertura do placar. O atacante do momento do Verdão teve frieza e qualidade para passar nas costas da defesa, dominar lançamento de Victor Ramos do campo de defesa e balançar as redes.

O ambiente estava completamente propício para uma festa, e o Palmeiras fazia sua parte em campo para isso. Aos 23 minutos, Zé Roberto aproveitou rebote para obrigar Agenor a fazer grande defesa, e a bola sobrou limpa para Dudu fazer 2 a 0.

Nada parecia capaz de estragar a festa alviverde armada nesta tarde. Até que o sistema defensivo entregou dois gols em dois minutos a Marcelinho Paraíba. Aos 26, Victor Ramos errou o bote bisonhamente e William Pop lançou para o veterano descontar. Aos 27, João Pedro tentou afastar cruzamento com chutão e acertou Zé Roberto, com a bola sobrando para Marcelinho empatar.

Com uniforme cinza, Palmeiras passa sufoco contra o Joinville, mas sai vitorioso
Com uniforme cinza, Palmeiras passa sufoco contra o Joinville, mas sai vitorioso
Foto: Leonardo Benassatto / Futura Press

O palmeirense, que vibrava até com Gabriel Jesus dando embaixadas para controlar a bola na entrada da área do Joinville, não conseguia entender. O apagão custou caro e levaram minutos para a equipe retomar suas ações. Quando conseguiu, Barrios acertou a trave em jogada de força física para finalizar, aos 31.

A disposição ofensiva deu resultado na segunda etapa, já que o time ganhou mais mobilidade com Alecsandro e Rafael Marques, além de Robinho entrar no jogo. E o dono da festa seguia em campo. Aos 22 minutos, Robinho tocou para Alecsandro, que abriu as pernas e deixou para Dudu cruzar rasteiro, para a pequena área, onde estava Gabriel Jesus para dar mais uma vitória ao Verdão.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 3 X 2 JOINVILLE

Local: Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data: 30 de agosto de 2015, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Público: 28.907 pagantes
Renda: R$ 1.963.993,75
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ)
Assistentes: Rodrigo Henrique Correa (Fifa-RJ) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Cartões amarelos: Naldo, Mario Sérgio e Fabrício (Joinville)

Gols:
PALMEIRAS: Gabriel Jesus, aos 52 segundos, e Dudu, aos 23 minutos do primeiro tempo; Gabriel Jesus, aos 22 minutos do segundo tempo
JOINVILLE: Marcelinho Paraíba, aos 26 e aos 27 minutos do primeiro tempo

PALMEIRAS: Fernando Prass; João Pedro, Victor Ramos, Vitor Hugo e Egídio (Rafael Marques); Amaral, Robinho e Zé Roberto; Dudu, Gabriel Jesus (Thiago Santos) e Barrios (Alecsandro)
Técnico: Marcelo Oliveira

JOINVILLE: Agenor; Mario Sérgio, Bruno Aguiar, Guti e Diego; Anselmo (Fabrício), Naldo e Kadu (Kempes); William Popp (Silvinho), Marcelinho Paraíba e Edigar Junio
Técnico: Paulo César Gusmão

 

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade