0

Provocador, Muricy "dá banho" em Luxemburgo

30 mar 2009
17h29
atualizado às 17h42
  • separator

"Vai me desculpar. Ele adivinha tudo e eu sempre ganho dele. Vai ver os últimos dez jogos, a diferença. É grande". As frases acima são de Muricy Ramalho falando sobre Vanderlei Luxemburgo e foram extraídas pela Folha de São Paulo do DVD do hexacampeonato brasileiro do São Paulo. Provocador, Muricy fala sobre o desempenho que vem tendo contra Luxemburgo. E, de fato, a vantagem do são-paulino é muito grande nos últimos tempos.

» Comente rivalidade entre Muricy e Luxemburgo
» São Paulo tira invencibilidade do Palmeiras
» Sabíamos que o time ia perder uma hora, diz
Luxemburgo

O período de 2006 a 2009 marca a volta de Vanderlei Luxemburgo ao Brasil e a chegada de Muricy ao São Paulo. Desde então, são 12 partidas entre os dois, com sete triunfos do são-paulino, dois empates e só três vitórias de Luxemburgo, que se dividiu entre Santos e Palmeiras. A vitória mais recente do clube do Morumbi, no último sábado, tirou dos palmeirenses a chance de comemorar o título paulista de forma invicta.

No mesmo DVD, Muricy ainda faz ironias a respeito de Luxemburgo, tripudiando sobre o treinador adversário. "Ele sabe tudo. E eu sempre ganho dele. Esse final da história ele não conta. Ele gosta de contar história que dá certo. Ele fala...Imagina o pensamento, adivinha o pensamento dos outros. É fora de série. Imagina o que vai acontecer. Deveria jogar na loteria", diz.

A ironia de Muricy é em especial pelo jogo entre São Paulo e Palmeiras, no primeiro turno do último Brasileiro. No Morumbi, os são-paulinos dominaram a partida e venceram por 2 a 1, sofrendo o gol apenas no final. Naquele dia, os donos da casa trocaram de sistema tático, mataram a saída de bola palmeirense com Élder Granja e Leandro e surpreenderam Luxemburgo.

No mesmo Brasileiro, o São Paulo voltou a conseguir um resultado muito bom contra o Palmeiras. No Parque Antártica, abriu 2 a 0 à frente do placar ainda na etapa inicial e, apesar de ceder o empate no segundo tempo, afastou os palmeirenses da briga pela liderança.

Em 2008, as grandes vitórias de Luxemburgo foram no Campeonato Paulista, com um 4 a 1 em Ribeirão Preto na primeira fase. Depois, na semifinal, o Palmeiras trocou vitórias com o São Paulo, mas avançou para a final no saldo de gols. Não conter Valdívia no Palestra Itália foi a grande falha são-paulina no jogo decisivo.

Já em seu ano anterior, trabalhando no Santos, Luxemburgo não conseguiu bater Muricy. Depois de arrancar um empate na Vila Belmiro, pelo Campeonato Paulista, o São Paulo fez seis pontos sobre o rival em sua campanha do bicampeonato brasileiro. Trouxe três da Baixada Santista com gols de Aloísio e Dagoberto. Na volta, em grande atuação do jovem Breno, venceu mais uma vez e praticamente acabou com as chances de título para o rival.

Na sua primeira temporada no São Paulo, Muricy teve a derrota mais ampla nos duelos recentes. Depois da reestréia com vitória no Campeonato Paulista, o treinador são-paulino assistiu ao triunfo dos rivais com um 4 a 0. O atacante Fabiano, autor de dois gols no dia, deixou o campo com séria lesão no joelho. Curiosamente, nunca mais conseguiu uma seqüência de partidas e ainda tenta se recuperar. No mesmo Brasileiro, os são-paulinos deram o troco na Vila Belmiro: venceram por 1 a 0, em jogo vital para o título nacional.

Os confrontos entre Muricy x Luxemburgo desde 2006

2009
28/03 - São Paulo 1 x 0 Palmeiras

2008
16/03 - São Paulo 1 x 4 Palmeiras
13/04 - São Paulo 2 x 1 Palmeiras
20/04 - Palmeiras 2 x 0 São Paulo
13/07 - São Paulo 2 x 1 Palmeiras
19/10 - Palmeiras 2 x 2 São Paulo

2007
11/03 - Santos 1 x 1 São Paulo
24/06 - Santos 0 x 2 São Paulo
15/09 - São Paulo 2 x 1 Santos

2006
02/04 - Santos 1 x 3 São Paulo
30/07 - São Paulo 0 x 4 Santos
05/11 - Santos 0 x 1 São Paulo

Em DVD, Muricy provoca Luxemburgo, contra quem tem retrospecto favorável
Em DVD, Muricy provoca Luxemburgo, contra quem tem retrospecto favorável
Foto: Gaspar Nóbrega/Vipcomm / Divulgação
Fonte: Especial para Terra
publicidade