2 eventos ao vivo

Marcelo Oliveira promete ajudar Leandro a recuperar ritmo

16 jul 2015
08h12
atualizado às 10h37
  • separator
  • 0
  • comentários

Aos 12 minutos de jogo, o time reserva do Palmeiras teve a chance de abrir o placar contra o ASA e aliviar uma classificação que veio sofrida. Mas Leandro, há mais de um ano intensamente contestado pela torcida, chutou para fora mesmo completamente livre diante do goleiro. Marcelo Oliveira, porém, não desiste do jogador de 22 anos, com contrato até dezembro de 2017.

"O Leandro vem de um tempo parado, voltou agora e tem treinado muito bem, sem problema nenhum, por isso que jogou. É um jogador que vamos procurar recuperar porque já o confrontei muitas vezes e ele sempre me deu muito trabalho. Agora, tende a recuperar a melhor forma", apostou o técnico.

Leandro perdeu chance de gol em jogo contra ASA pela Copa do Brasil
Leandro perdeu chance de gol em jogo contra ASA pela Copa do Brasil
Foto: Celio Messias / Gazeta Press

O atacante vinha se queixando de dores no pé esquerdo desde o segundo semestre do ano passado e, em janeiro, passou por cirurgia para tratar fratura por estresse no local, voltando a treinar em maio. Em sua primeira chance como titular em 2015, foi sacado no intervalo, logo após, além de falhar em chance clara, errar tentativas de passes de efeito no campo de defesa e ficar no meio do caminho em cobrança de falta de Cleiton Xavier em direção ao gol.

"Já conversamos com o Leandro. Ele não saiu por ter perdido o gol, mas para o Gabriel Jesus jogar, cada um teria um tempo. Foi uma oportunidade muito clara, mas também se perde gol, o chute pode pegar mal", justificou Marcelo Oliveira, que trocou Leandro exatamente pelo autor do gol da vitória por 1 a 0, que classificou o time.

No Estádio do Café, Leandro concedeu rápida entrevista no fim do primeiro tempo, antes de ser substituído. Atribuiu a fraca atuação exatamente às justificativas usadas por Marcelo Oliveira: falta de ritmo. Embora seja claro que o artilheiro do Palmeiras em 2013, ano em que o time disputou a Série B do Brasileiro, não venha justificando os R$ 8 milhões gastos pelo clube há um ano e meio por 64% de seus direitos econômicos.

"Fiquei bastante tempo parado. Somando tudo, se não me engano, foram sete meses. Sem dúvida, a falta de ritmo atrapalha um pouco. Entrei duas vezes só em campo e, se não me engano, foi com o Oswaldo. Mas faz parte. Estou voltando agora e acabei sendo titular neste time que é, teoricamente, reserva", tentou se justificar Leandro.

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade