PUBLICIDADE

Cruzeiro pressiona, mas não sai do 0 a 0 com o Grêmio

4 out 2015 18h11
| atualizado às 18h43
ver comentários
Publicidade

O Cruzeiro dominou o Grêmio, criou mais chances de gol ao longo do jogo, mas não conseguiu sair do 0 a 0 com a equipe gaúcha neste domingo, no Mineirão. Apesar disso, a torcida celeste reconheceu o bom desempenho e aplaudiu o time após o apito final. O resultado mantém o Cruzeiro em 13º, com 37 pontos, e o Grêmio em 3º, com 52.

A partida teve dois tempos muito distintos. Na primeira etapa, o ritmo foi bem mais intenso. O Grêmio teve mais a posse da bola, mas criou pouco e sofreu com os contragolpes mineiros. No segundo, o Cruzeiro foi quem tomou a iniciativa, mas sofreu com a pouca criatividade. Diante de um adversário que se satisfez com o 0 a 0, o ritmo da partida caiu bastante.

Com o resultado, o Tricolor segue seu tabu de não vencer o Cruzeiro no Mineirão, o que não acontece desde 1998. A Raposa volta a jogar dia 14, em Curitiba, contra o Atlético-PR. O Grêmio receberá o Santos, no dia seguinte.

Empate mantém Grêmio sem vitória sobre o Cruzeiro no Mineirão desde 98
Empate mantém Grêmio sem vitória sobre o Cruzeiro no Mineirão desde 98
Foto: Pedro Vilela / Getty Images

O jogo -  Mesmo jogando em casa, o Cruzeiro deixou o Grêmio tomar a iniciativa do jogo. Apesar disso, a equipe mineira foi quem

criou mais chances de gol na etapa inicial. A primeira chegada foi logo aos quatro minutos, com Fabiano cruzando para um chute ruim de Allano. Aos 19, Fabiano arriscou de fora da área e Marcelo Grohe fez boa defesa. A seguir, Leandro Damião acertou o travessão ao pegar de primeira, da entrada da área, um rebote após dividida de Willian com Marcelo Oliveira na área.

Ariel (esquerda) e Giuliano disputam bola no Mineirão
Ariel (esquerda) e Giuliano disputam bola no Mineirão
Foto: Pedro Vilela / Getty Images

A partir desse lance, o Grêmio passou a valorizar mais a bola e se fazer mais presente no campo de ataque, esfriando a empolgação do time da casa. Ainda assim, era difícil passar pela marcação cruzeirense. Um raro momento de perigo dos gaúchos veio aos 34: Galhardo levantou falta fechado na área e Geromel desviou de cabeça por cima, ganhando de Fábio pelo alto. O Cruzeiro ainda levaria perigo aos 37, em boa jogada de Allano que acabou em defesa no chão de Marcelo Grohe, e num corte de Geromel quase sobre a risca após chute mascado de Willian na área.

Leandro Damião teve boas chances de gol no primeiro tempo
Leandro Damião teve boas chances de gol no primeiro tempo
Foto: Pedro Vilela / Getty Images

No segundo tempo, o Cruzeiro voltou com tudo. Aos seis minutos, Willian deu de peixinho na trave após cruzamento de Allano. Vendo que os mineiros ganhavam todos os rebotes e estavam próximos do gol, Roger Machado retirou de uma vez só Luan e Pedro Rocha para as entradas de Bobô e Fernandinho. Logo em seu primeiro lance, aos 21, Bobô soltou a bomba de fora da área e Fábio espalmou. Aos 26, foi a vez de Arrascaeta entrar no lugar de Damião no Cruzeiro. Em sua primeira jogada, o uruguaio bateu de fora da área e Grohe pegou em dois tempos.

Cruzeiro criou boas chances, mas não passou pelo goleiro Marcelo Grohe
Cruzeiro criou boas chances, mas não passou pelo goleiro Marcelo Grohe
Foto: Pedro Vilela / Getty Images

A partida caiu de ritmo nos minutos finais. Aos 33, Willian tentou arrematar na área, mas foi brecado por Erazo. De resto, iniciativa cruzeirense, com o Grêmio administrando e mantendo-se satisfeito com o empate em 0 a 0.

Cruzeiro 0 x 0 Grêmio
Local: 
Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 4 de outubro de 2015, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-SC)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Renda: R$ 800.555,00
Público: 29.294
Cartões amarelos: Willians, Henrique e Willian (Cruzeiro); Galhardo, Bobô e Edinho (Grêmio)

Cruzeiro: Fábio; Fabiano, Manoel, Bruno Rodrigo e Fabrício; Willians (Marcos Vinícius), Henrique e Cabral; Allano (Gabriel Xavier), Leandro Damião (Arrascaeta) e Willian. Técnico: Mano Menezes

Grêmio: Marcelo Grohe; Galhardo, Geromel, Erazo e Marcelo Oliveira; Walace, Edinho, Giuliano e Douglas (Maxi Rodríguez); Luan (Bobô) e Pedro Rocha (Fernandinho). Técnico: Roger Machado

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade